Em

Espaço do Presépio de Natal será utilizado para esporte e lazer

Secretários de Esportes de Natal e do RN participaram de debate na CMN


3
Secretários de Esportes de Natal e do RN participaram de debate na CMN (CMN/Divulgação)

A reutilização do Presépio de Natal, obra do arquiteto Oscar Niemeyer, localizada na avenida Prudente de Morais, no bairro de Candelária, foi assunto de debate na Câmara Municipal durante uma audiência pública nesta manhã (09), proposta pelo vereador Maurício Gurgel (PSOL). A audiência contou com a participação de representantes das secretarias de esporte e lazer do estado e do município, bem como vereadores e pessoas que utilizam o local para a prática esportiva.

Na audiência de hoje, o secretário estadual de esporte e lazer, Francisco Canindé de França, revelou que o governo estuda transformar o local na sede da secretaria. Já houve, inclusive, um contato com o escritório do arquiteto Oscar Niemeyer, para estudar as possíveis adequações do local. “Junto com a Secretaria de Infraestrutura preparamos o projeto para transferir a secretaria para lá. Nosso objetivo é valorizar a obra do grande Oscar Niemeyer, dar funcionalidade ao imóvel, trazer economicidade deixando o prédio alugado da secretaria e promover uma gestão compartilhada com os grupos que lá utilizam”, explicou.

O Presépio de Natal foi inaugurado em 2006 e custou R$ 1,7 milhão aos cofres públicos. Por anos permaneceu ocioso, sendo depois utilizado por aulas práticas de auto-escolas, sendo cogitada até a possibilidade de abrigar o primeiro Centro Cultural do Banco do Brasil do Nordeste. Recentemente, praticantes da patinação e skatistas, realizaram a limpeza do local e passaram a utilizá-lo para a prática esportiva.

“Nós queremos garantir que aquele espaço continue sendo utilizado para a prática do esporte e lazer, visto que faltam esses espaços na cidade. Aquele local foi abandonado pelo poder público até que os atletas passassem a cuidar e utilizá-lo. Agora há projeto para o local, mas precisa incluir as atividades que já existem lá”, explica Maurício Gurgel.

Para o presidente da Associação Potiguar de Skate (APS), Franklin Medeiros, a proposta traz alívio, visto que havia o temor de que os grupos de esportistas não pudessem mais utilizar a área. “Traz expectativas totalmente boas. Não queremos tomar posse do local. Queremos que seja mesmo estruturado e que possamos contribuir também, de forma que continuemos tendo direito a realizar nossas atividades lá”, declara.

Da CMN