Em

Governo e CBF firmam parceria para realizar trabalho social


Um momento histórico para o Rio Grande do Norte, quando pela primeira vez a Seleção Brasileira joga uma partida oficial em Natal, ao disputar vaga para a Copa do Mundo da Rússia em 2018. Além do jogo com a Bolívia, o time do Brasil traz ainda o planejamento do CBF social, um conjunto de diversos eventos que agregam ações sociais, aulas de futebol e proximidade com a Seleção.

O projeto foi apresentado numa coletiva, na tarde desta quarta-feira (5), com o governador Robinson Faria, o secretário geral da Confederação Brasileira de Futebol, Walter Feldman, o presidente da Federação Norte rio-grandense de Futebol, José Vanildo, o tricampeão mundial, Jairzinho Furacão, o ex- jogador da seleção e embaixador potiguar do projeto, Souza,   e Diogo Netto, gerente da CBF Social, na Arena das Dunas.

Governador Robinson Faria foi presenteado com uma réplica da taça da Copa do Mundo.
Governador Robinson Faria foi presenteado com uma réplica da taça da Copa do Mundo. Foto/Divulgação.

No Rio Grande do Norte, como parte das ações, a organização da partida arrecadou dez toneladas de alimentos com a troca de ingressos pelo treino da seleção na Arena das Dunas; realizou palestras para universitários do curso de Educação Física; entregou ainda uma camisa autografada ao Hospital Infantil Varela Santiago. Os eventos encerram amanhã, com a participação de 50 estudantes da rede pública de ensino na torcida.

O governador Robinson falou sobre o projeto, que conheceu há alguns meses, em visita à sede da CBF, no Rio de Janeiro, e logo enxergou os benefícios para o Rio Grande do Norte.

“A CBF veio para Natal já com um novo momento de relação com a população, de deixar uma semente plantada com os projetos sociais a partir deste jogo para colhermos a cidadania. E o futebol será o nosso grande instrumento, pois precisamos tirar as crianças do sedentarismo e principalmente orientar sobre a prevenção das drogas, e isso é um compromisso nosso”, disse Faria.

 

Entusiasmado com o planejamento de ações do projeto para todas as cidades que receberem as partidas da seleção, Walter Feldman contou sobre a chegada ao RN.

“Dos contatos que tive com gestores, um dos mais proeminentes, sem dúvida foi com o governador Robinson Faria. Nós discutimos os mais diversos assuntos na ocasião de sua visita à CBF e ele repetia a todo momento que o programa social o interessava, que essa era uma das marcas que ele queria levar para seu estado. Por isso, aproveitando a vinda da seleção, diante do forte apoio da Federação Norte-rio-grandense de Futebol e do Governo do Estado do Rio Grande do Norte, já fizemos questão de fazer essa parceria para render bons frutos”, afirmou Feldman.

Ao final da coletiva o governador Robinson Faria foi presenteado com uma réplica da taça da Copa do Mundo.