Em

Jogos Internos do CEI estimulam a paz entre as torcidas

Competições da unidade Romualdo seguem até o dia 7


Em tempos atuais, em que frequentemente vemos no noticiário registros de incidentes de violência e até mesmo atos criminosos entre torcidas de futebol, uma simples iniciativa do Colégio Cei (Romualdo) chama atenção: com o objetivo de estimular o comportamento saudável e ético durante os XXIX Jogos Internos, que seguem até o dia 07 de outubro, a instituição busca orientar e estimular o aproveitamento do momento educativo, no qual os alunos têm a oportunidade de exercitar suas habilidades esportivas, mas, sobretudo, de convivência social.

Jogos acontecem no ginásio da unidade do CEI Romualdo. Foto/Divulgação.
Jogos acontecem no ginásio da unidade do CEI Romualdo. Foto/Divulgação.

Com a simples iniciativa de uma carta simpática e incentivadora, a Direção pede a colaboração da família no cumprimento de regras que tornarão as partidas mais agradáveis e animadas: o uso de instrumentos que produzem som, como vuvuzelas, apitos e tantans não podem ser utilizados durante as partidas, tendo seu uso limitado aos intervalos dos jogos e para a comemoração de resultados, visto que o som demasiadamente alto pode atrapalhar a concentração das crianças. A valorosa participação dos pais, num clima festivo e de integração família-escola, também é, portanto, objeto de aprendizado.

A Coordenadora de Esportes, Renata Nishimura, ressalta: “a torcida deve incentivar o time, sem desmerecer, vaiar, ou desconcentrar o oponente, pois esse momento esportivo e educativo de prazer e integração, será melhor ainda se todos puderem se envolver de forma saudável e construtiva”. Explica ainda que a Coordenação de Esportes e a Coordenação Educacional permanecerão permanentemente à disposição, para ajudar a solucionar possíveis problemas.

Julgamentos de valor sobre os árbitros também não são aceitos. Dessa forma, a Direção da escola defende que a postura de respeito dos pais nesses momentos servem de espelho para as crianças, além de garantir um clima harmonioso e prazeiroso.