Em

Jogos Olímpicos de Tóquio são adiados


Os Jogos Olímpicos de Tóquio-2020 foram adiados por um ano. A definição aconteceu após reunião nesta terça-feira (de manhã no Brasil), entre representantes do governo japonês, do Comitê Organizador e membros do COI em função da pandemia do novo coronavírus. A expectativa é que os Jogos sejam retomados em 2021 na mesma data e cidade-sede, Tóquio.

Presidente da FJERN, Tibério Maribondo, é a favor do adiamento dos Jogos (Foto/Fábio Pacheco)

O Comitê Olímpico do Brasil, na figura de seu presidente, o potiguar Paulo Wanderley, defendeu a transferência para 2021. “Como judoca e ex-técnico da modalidade, aprendi que o sonho de todo atleta é disputar os Jogos Olímpicos em suas melhores condições. Está claro neste momento, mante os jogos impedirá que este sonho seja realizado em sua plenitude”, disse o dirigente.

O presidente da Federação de Judô do Estado do Rio Grande do Norte (FJERN), Tibério Maribondo, concordou com o adiamento dos Jogos e parabenizou Paulo Wanderley pela liderança e lucidez. “Desde o início da pandemia, o COB tem priorizado a saúde dos atletas brasileiros, parabéns ao presidente do COB pela preocupação, liderança e lucidez na defesa do adiamento das Olimpíadas, agora é aguardar o retorno da normalidade e o novo calendário”, falou Tibério.