Em

Tour da Tocha Olímpica em Natal foi um sucesso

Ápice aconteceu com Clodoaldo Silva


1
Ápice aconteceu com Clodoaldo Silva (Alex Régis/Secom Natal)

Neste sábado (04) a cidade de Natal virou a capital mundial do desporto olímpico com a realização do tour da tocha olímpica. O maior símbolo dos jogos olímpicos foi carregado por 110 condutores que percorreram as ruas do município incentivados por milhares de natalenses que prestigiaram o revezamento. Foi um momento histórico. O prefeito de Natal, Carlos Eduardo, acompanhou tudo de perto desde o início do tour, Fortaleza dos Reis Magos, quando o professor de karatê André Calixta foi o primeiro condutor da tocha, até o final na Arena das Dunas, quando o superatleta paralímpico Clodoaldo Silva encerrou a festa.

Médico Roberto Vital conduziu a tocha no trecho da Avenida Prudente de Morais.
Médico Roberto Vital conduziu a tocha no trecho da Avenida Prudente de Morais.

A Prefeitura foi convidada pelo Comitê Olímpico Local a indicar nove nomes para participar do revezamento. Na relação encaminhada pelo Município, estiveram Roberto Vital (médico do COB), Breno Cabral (professor e técnico de Vôlei, com vários títulos conquistados), André Calixta (professor de artes marciais e com projeto social que atende a mais de 1.000 alunos), Magnólia Figueiredo (atleta olímpica), Manoel Modesto (idealizador do calendário esportivo do RN), Maria Rizonaide (campeã Panamericana Paralímpica de halterofilismo) e os representantes de ABC, América e Alecrim, respectivamente os ex-jogadores Danilo Menezes, Souza e Edmo Sinedino.

A cidade viveu uma linda festa. Foram momentos inesquecíveis. Quem teve a honra de carregar o fogo olímpico não conteve a emoção. Foi o caso da ativista social Nadine Gasman. Ela foi uma das primeiras a receber a tocha e disse que aquele momento nunca mais vai sair da sua memória: “Foi incrível. É uma honra poder carregar a tocha e tudo ficou ainda mais especial estando nesta linda cidade”, declarou.

Do Forte dos Reis Magos a chama olímpica percorreu a orla urbana da cidade. Dali seguiu em direção ao histórico bairro da Ribeira. Na avenida Cordeiro de Farias aconteceu uma das cenas mais significantes do tour. O encontro de dois potiguares que estão no hall dos grandes atletas da história do esporte brasileiro. A ex-jogadora de vôlei Virna Dias carregou a tocha e não conteve a emoção. Na sequência, foi a vez de Oscar Shimidt, o Mão Santa que atuou em cinco olímpiadas e é o recordista de pontos da história do basquete mundial, conduzir a tocha.

Anônimos e pessoas conhecidas da capital potiguar se revezaram na responsabilidade de conduzir a tocha olímpica. Muitas famílias assistiram emocionadas o tour. O senhor Amaury Silva levou a esposa, filhos e netos para assistir ao desfile e contou que estava muito feliz com a vinda da tocha para Natal: “Na minha opinião todo cidadão deveria prestigiar este momento que é único na história do município. A chance de uma Olímpiada vir ao Brasil novamente é mínima e fiz questão de trazer toda minha família para sentir de perto o clima dos jogos com a passagem da tocha”.

A emoção extrapolou quando o professor Manoel Modesto que se recupera de um acidente vascular cerebral e se locomove agora em uma cadeira de rodas levou a chama olímpica na Via Costeira. As limitações físicas não impediram o professor de participar do evento. Quem acompanhou o momento não segurou as lágrimas. Outra condutora bastante festejada foi Magnólia Figueiredo. A potiguar que participou de quatro jogos olímpicos conduziu a tocha pela BR-101: “Tive a honra de participar das olimpíadas como competidora, mas estar aqui na minha cidade, carregando a chama olímpica é algo indescritível”.

O ápice do tour aconteceu no final quando o tubarão das piscinas e dono de seis medalhas de ouro nos jogos paralímpicos Clodoaldo Silva se dirigiu para o encerramento do tour. Uma multidão enfrentou a chuva para acompanhar o acendimento da pira olímpica. Clodoaldo deixou uma mensagem de otimismo e alegria para o público presente: “Este é um dos instantes mais incríveis da minha vida. Não tenho palavras para descrever o que sinto. Quero dizer que vou honrar as cores do Brasil e do Rio Grande do Norte nos jogos paralímpicos do Rio de Janeiro”.

O prefeito Carlos Eduardo esteve na cerimônia de encerramento e comentou sobre a importância do evento para a cidade, destacando o caráter histórico do momento, além disso ele destacou o aspecto da divulgação de Natal com a vinda de dezenas de profissionais da imprensa mundial que estão cobrindo o revezamento da tocha: “Hoje a nossa linda cidade de Natal foi por instantes a capital mundial do esporte olímpico. Este evento movimentou todas as regiões da cidade, envolveu e emocionou quem veio acompanhar. A organização foi impecável e tudo ocorreu muito bem”.

Cultura

O tour da Tocha Olímpica também contou com diversos shows dos mais diversos estilos musicais. Dois polos receberam as apresentações: Praça Augusto Severo (Ribeira) e Estádio Arena das Dunas. As atrações, contratadas por edital e com recursos do Ministério da Cultura, montaram um mosaico bastante representativo da cultura local e agradaram em cheio o público que assistiu aos shows. Os artistas locais fizeram bonito e mostraram muito talento. A ação foi uma realização das Olimpíadas Rio2016, Prefeitura do Natal e Ministério da Cultura.

Da Secom/Natal