Em

Salesiano Dom Bosco é ouro na natação mirim


A equipe de natação do Colégio Salesiano Dom Bosco foi a campeã dos Jogos Escolares do Rio Grande do Norte 2019, com pouco mais de 1.900 pontos. A equipe da categoria mirim masculino foi a vencedora, e o atleta João Paulo Moura, de 13 anos e aluno do 8º ano da instituição, foi um dos destaques da competição com seis medalhas de ouro, sendo quatro conquistas em provas individuais e duas em revezamentos. O Salesiano ainda subiu ao pódio em outras três categorias, chegando ao segundo lugar no mirim feminino, infantil masculino e feminino. As provas foram disputadas na piscina do colégio Henrique Castriciano.

Equipe conquistou 33 medalhas na competição, com destaque para o atleta João Paulo Moura, de 13 anos, que levou seis ouros (Foto/Divulgação)
Equipe conquistou 33 medalhas na competição, com destaque para o atleta João Paulo Moura, de 13 anos, que levou seis ouros (Foto/Divulgação)

Ao todo, foram 33 medalhas conquistas, sendo 10 de ouro, 16 de prata e sete de bronze. Para Bernardo Moraes, que integra a equipe técnica do Salesiano Dom Bosco, o desempenho da equipe reforçou um trabalho coletivo desenvolvido pelos alunos, pais e professores.

“Conseguimos mostrar para todos os envolvidos na equipe que é possível transformar um esporte individual em algo coletivo. Todos os atletas, pais e professores, juntos, formam um time muito forte. As experiências vividas em dois dias de competição vão ser levadas para fora da piscina e usadas como exemplos no dia a dia. Unidos somos fortes e podemos fazer coisas muito grandes”, comemorou Bernardo.

Piscina dourada

João Paulo disputou os Jerns pela segunda vez e conseguiu um desempenho impressionante. Das seis provas que disputou, conquistou o primeiro lugar em todas – 50m costas, 100m costas, 200m costas, 200m livre, revezamento 4 x 50m Medley e revezamento 4 x 50m livre. O atleta revela que intensificou a carga de atividades na piscina do Salesiano, mas não deixou de lado o empenho nos estudos.

“Essa foi minha segunda participação nos Jerns e eu não esperava esses resultados tão bons. A sensação de ganhar os seis ouros foi muito boa. Esse ano, os treinos foram mais puxados, e eu gosto da natação por proporcionar melhor qualidade da saúde. Tive um apoio dos meus pais também para não me complicar nos estudos e tudo isso é fruto de um trabalho muito bom. O importante é competir e ajudar a equipe”, disse João Paulo.