Em

JUVERNs apresenta os campeões das modalidades individuais


A sétima edição dos Jogos da Juventude Escolar do Rio Grande do Norte (JUVERNs) chegou ao fim neste sábado (11) com a definição dos campeões das modalidades individuais. Os atletas classificados representarão o estado na fase nacional dos Jogos Escolares da Juventude, maior evento esportivo estudantil do Brasil, promovido pelo COB, no mês de novembro, em Natal.

O atletismo abriu as disputas do dia e teve mais vez a participação maciça dos atletas do interior. Destaque para Anderson Silva, da Escola Estadual Querubina da Silveira, do município de Cerro Corá, que conquistou a medalha de ouro no lançamento de disco, na categoria 15 a 17 anos. No feminino, Marília Martins, da Escola Municipal Aida Ramalho Cortez, de Campo Redondo, não se conteve de tanta felicidade ao estrear nos JUVERNs no lugar mais alto do pódio. 

Secretário da SEEL, Fernando Villar, participou  da premiação do atletismo na UFRN (Foto/Assecom)
Secretário da SEEL, Fernando Villar, participou da premiação do atletismo na UFRN (Foto/Assecom)

 

“Parece um sonho, acho que a ficha ainda não caiu, estou muito feliz pois é a minha primeira participação nos JUVERNs. Quero agora trabalhar forte todos os dias para representar o Rio Grande do Norte na fase nacional e fazer bonito”, disse Marília que recebeu a medalha de ouro do secretário de Estado do Esporte e do Lazer, Fernando Villar.

O ciclismo também teve campeões do interior. José Wilson, da Escola Estadual Tarcísio Maia, de Pau dos Ferros, foi primeiro lugar na categoria 15 a 17 anos, enquanto Priscila Lorena, de Mossoró, conquistou o tricampeonato dos JUVERNs. Na categoria 12 a 14 anos, os vencedores foram o mossoroense Jonatan Henrique, do Maristella, e Maria Ester, do Centro Educacional Cardoso, de Natal.

No tênis de mesa e badminton, destaque para os pentacampeões dos JUVERNs. A mesatenista Yumi Han, do colégio Marista, de Natal, vai disputar pela quinta vez a fase nacional, assim como Isabel Azevedo, da Facex, e Wesley Oliveira, do CDF. “Iniciei conquistando títulos na categoria 12 a 14 anos e agora no 15 a 17, espero mais vez representar muito bem o meu estado”, disse Isabel, medalha de prata em 2017 na fase nacional dos Jogos Escolares da Juventude, em Brasília. 

Os campeões do badminton vão representar o RN nos jogos nacionais em Natal (Foto/Assecom)
Os campeões do badminton vão representar o RN nos jogos nacionais em Natal (Foto/Assecom)

 

Isabel é treinada pelo professor Antônio Carlos, o Cazuza, maior autoridade do badminton no Rio Grande do Norte. Segundo Cazuza, graças a interiorização dos JUVERNs que a Secretaria de Estado do Esporte e do Lazer vem fazendo, a modalidade cresceu 30% no número de participantes. “Quero parabenizar o trabalho da SEEL pela organização e estrutura oferecida aos atletas. Hoje tivemos nas finais atletas do interior, inclusive de Alexandria, representando um crescimento de 30% no número de participantes no badminton”, comentou.

Na modalidade do vôlei de praia, a dupla Milena Lima e Cecília Gabriela, da Facex e treinadas pela professora Gislaine Takahashi, conquistaram o tricampeonato, enquanto Gilson Rocha e Júlio Ferreira, da Escola Estadual Josino Macedo, foram os campeões da categoria 15 a 17 anos. Na ginástica rítmica, Maria Eduarda, do CEI-Romualdo, foi primeiro lugar na categoria 12 a 14 anos e Ana Luiza, do Imaculada Conceição, medalha de ouro, 15 a 17 anos. O judô classificou 32 atletas nas duas categorias, enquanto a luta olímpica 12. O xadrez classificou quatro.

Os JUVERNs 2018 bateram novo recorde de participantes. A edição deste ano reuniu oito mil atletas-alunos de 120 municípios. Foram mais de 400 escolas públicas e privadas do interior do estado participando das 15 fases regionais, quatro inter-regionais, que teve pela primeira vez modalidade individual, e final. Na última fase em Natal, 1.581 atletas e técnicos do interior receberam hospedagem, alimentação e transporte.

O coordenador dos JUVERNs, professor Fábio Bezerra, disse que o grande objetivo da SEEL foi proporcionar oportunidades para os municípios do Rio Grande do Norte. “O trabalho realizado para o crescimento dos jogos foi a forma que encontramos para dar oportunidade a outras cidades. Hoje praticamente temos uma escola do interior representada em cada modalidade, tanto nas coletivas como individuais, elevando cada vez mais o nível técnico de nossos competidores”, analisou Bezerra.