Em

Potiguar encerra ano como um dos melhores do Brasil no Karatê

Luiz Victor conquistou quatro medalhas em eventos internacionais em 2015


1
Luiz Victor (C) conquistou quatro medalhas em eventos internacionais em 2015 (Divulgação)

O atleta, recordista potiguar em títulos nacionais, segundo lugar no ranking da Seleção Brasileira, é o primeiro nordestino a ganhar ouro na Premier League, um dos maiores eventos do mundo que este ano foi realizado no dia 31 de maio em São Paulo. O norte-rio-grandense foi bronze no Campeonato Panamericano de Karatê realizado em Toronto, no Canadá, nos dias 21 e 22 de março e, no Sulamericano, realizado de 05 a 07 de junho, em Santiago, no Chile, foi decisivo para o Brasil ao sair campeão por equipe e campeão geral Sulamericano adulto.

“Sem dúvida vencer a Liga Mundial e me tornar o primeiro nordestino a ser ouro no evento e primeiro brasileiro campeão na categoria menos de 67 quilos foi um marco em 2015 e na minha carreira”, disse Luiz que voltou a disputar competições internacionais após uma pausa de três anos. “Encontrei um nível mais alto dos adversários e mudanças no estilo de luta e de arbitragem, tive que mudar o treinamento, graças a Deus consegui me adaptar e subi ao pódio em todas as competições internacionais que participei”, avalia o atleta que sobrevive do esporte, com o bronze no Panamericano conquistou conjuntamente uma bolsa atleta internacional.

Luiz Victor também foi vitorioso em disputas nacionais e ganhou três medalhas de ouro, uma de prata e uma de bronze. As últimas foram conquistadas neste mês de dezembro nos Jogos Abertos de São Paulo e de Santa Catarina.

Em São Paulo, o natalense que representa a cidade de Piracicaba entre centenas de atletas de todo o país, conquistou o título de tricampeão geral do karatê. “Tenho grande orgulho de fazer parte desta equipe”. Luiz Victor defendeu o município nos anos de 2010, 2013, 2014, 2015 e pretende renovar o contrato em 2016. “Além do incentivo e apoio exemplar ao esporte, a Prefeitura do mesmo modo demostrou reconhecimento ao meu trabalho através de uma homenagem realizada na Câmara Municipal da cidade, por isso pretendo continuar defendendo a bandeira de Piracicaba com todo empenho”. Já em Santa Catarina, Victor representa Itajaí, cidade que ajudou a se consagrar em 2014 e 2015 como bicampeã geral. “São os dois maiores eventos profissionais de karatê do Brasil, ser contratado pelas maiores equipes do país é motivo de orgulho e gratidão”, disse ele.

Atualmente Luiz Victor representa o Brasil, o Estado de Santa Catarina, o município catarinense Itajaí e a cidade de Piracicaba, em São Paulo. “Não tenho nenhum vínculo com o Rio Grande do Norte pela ausência de apoio e patrocínio por parte da iniciativa publica, gostaria muito de levar a bandeira do meu estado e da minha cidade Natal no peito”, desabafou.

Para 2016 a meta é ser o primeiro no ranking nacional, disputar os mesmos eventos internacionais e tentar outros dois a mais além de ganhar vaga para o mundial universitário em Portugal. “Tive a oportunidade de disputar a edição 2012 na Eslováquia quando fui o primeiro e único potiguar até hoje no masculino a alcançar esse espaço”. O evento, um dos maiores do mundo da modalidade, acontece a cada dois anos.

Por todos esses motivos, Luiz Victor elege 2015 como o melhor ano de sua carreira desde que chegou a categoria principal. “Escrevi mais alguns capítulos na história do karatê potiguar e caminhei rumo a posição que quero chegar, realizei um antigo desejo de lutar MMA, estreei em junho vencendo por nocaute no primeiro round. Fui aprovado em todas as disciplinas no curso de direito, comecei a estudar inglês e estou namorando, essa estória de sorte no jogo e azar no amor não funcionou comigo”, finalizou em tom de brincadeira.