Em

Equipe de natação da Sadef conquista quatro medalhas no Circuito Brasil Paralímpico


Referência no paradesporto potiguar, a Sadef (Sociedade Amigos do Deficiente Físico) não para de acumular conquistas. A equipe de natação acabou de voltar de São Paulo com mais medalhas na bagagem. A competição teve a presença de 224 atletas, de 18 Estados brasileiros. Cinco potiguares, treinados pelo técnico Pedro Lucas Marinho, participaram da 1ª fase nacional do Circuito Brasil Paralímpico, e 3 deles foram ao pódio.

Ateltas aguardam convocação para o Pan Pacífico, entre os dias 9 e 13 de agosto, na Austrália (Foto/Divulgação)
Ateltas aguardam convocação para o Pan Pacífico, entre os dias 9 e 13 de agosto, na Austrália (Foto/Divulgação)
Rildene Fonseca ficou com a prata nos 50 metros peito. E Patrício Rodrigues foi o terceiro nos 100 metros peito. Nélio Almeida, veterano das piscinas, se destacou com duas medalhas de ouro, nos 200 metros medley e nos 50 metros borboleta. “Essa competição foi a primeira a nível nacional, com a participação dos melhores nadadores do Brasil. E a disputa foi ainda mais acirrada, já que todos estamos tentando o índice para o Pan Pacífico”, diz Nélio.
O Pan Pacífico acontece entre os dias 9 e 13 de agosto, na Austrália. Ainda esta semana, será divulgada a lista final dos atletas que viajarão para a principal competição da natação paralímpica mundial neste ano. “Apesar de ter ganhado duas medalhas de ouro, meus tempos não foram muito bons para conseguir o índice. Mas sigo com esperança, e trabalhando forte, porque no ano que vem tem Mundial e Parapan, no Peru”, acredita Nélio.
O calendário da natação paralímpica brasileira ainda contará com a segunda etapa do Circuito Loterias Caixa, de 17 a 19 de agosto. Por fim, de 4 a 7 de novembro, haverá o Campeonato Brasileiro. Ambos os eventos estão previstos para acontecer no CT Paralímpico, em São Paulo.
O Circuito Loterias Caixa é organizado pelo Comitê Paralímpico Brasileiro e patrocinado pelas Loterias Caixa. Este é o mais importante evento paralímpico nacional de atletismo, natação e halterofilismo. Composto por quatro fases regionais e duas nacionais, tem como objetivo desenvolver as práticas desportivas em todos os municípios e estados brasileiros, além de melhorar o nível técnico das modalidades e dar oportunidades para atletas de elite e novos valores do esporte paralímpico do país.