Em

Natação da Sadef encerra temporada com 18 medalhas


Uma competição para provar que o futuro do paradesporto do Rio Grande do Norte ainda vai brilhar muito. A equipe de iniciantes da Sadef – Sociedade Amigos do Deficiente Físico do RN conquistou nada menos que 18 medalhas no Meeting Cearense de Paranatação, realizado no fim de semana em Fortaleza. O Meeting é hoje uma competição consolidada no calendário da natação brasileira, e reúne jovens atletas iniciantes de todo o Brasil. Esse ano, foram 150 inscritos, de 15 Estados. A Sadef foi representada por 8 atletas.

José Welton voltou para casa com seis medalhas: cinco de ouro e uma de prata (Foto/Divulgação)
José Welton voltou para casa com seis medalhas: cinco de ouro e uma de prata (Foto/Divulgação)

O grande destaque foi Walter Ruan, que não deu chances aos adversários e venceu todas as sete provas que disputou. Ele foi ao topo do pódio nos 50, 100 e 200 metros livre. Nos 50 e 100 metros peito, e nos 50 metros dos nados borboletas e costas. Walter Ruan tem apenas 17 anos, e deficiência intelectual.  “A gente sempre se prepara para tentar vencer tudo, mas realmente foi uma surpresa muito grande, e boa, todas essas medalhas de ouro”, comemora o atleta, que entrou na natação em 2014.

Mas ele não brilhou sozinho na piscina. José Welton voltou para casa com 6 medalhas: cinco de ouro e uma de prata. Welton tem 20 anos e as duas pernas amputadas desde os 4, quando sofreu um acidente na frente de casa. A natação veio no começo da adolescência, por orientação da psicóloga. Ele se empolgou tanto que há 7 anos vem representando o país em competições nacionais.

Ainda integrou a lista de medalhistas o paratleta Erikson Diego, que subiu ao pódio cinco vezes: uma no lugar mais alto, três vezes como segundo e uma vez como terceiro. “Esses resultados tão expressivos são frutos principalmente da dedicação dos atletas. Nós, professores, ajudamos a aperfeiçoar a técnica durante os treinamentos”, diz Emerson Noga, técnico dos atletas iniciantes e deficientes visuais da Sadef.

Agora, a equipe vai ter uma folga no calendário de competições, que só voltam em 2019. O primeiro compromisso será a fase regional do Circuito Brasil Loterias Caixa, em março, em João Pessoa. A disputa vale vaga para o Brasileiro.