Em

Clodoaldo, mito das piscinas, dá adeus aos Jogos Paralímpicos

Emocionado, Clodoaldo Silva se despede dos Jogos Paralímpicos


O último dia de provas na natação nos Jogos Paralímpicos Rio 2016 neste sábado (17) ficou marcado pela despedida de um mito das piscinas. O potiguar Clodoaldo Silva, o Tubarão, foi ovacionado ao terminar os 100m livre S5. O potiguar fechou a prova em 8º e ficou sem medalha mas levantou a torcida, que o saudou por toda a história dentro do esporte. Bastante emocionado, o natalense agradeceu o reconhecimento.

Tubarão Clodoaldo se despede das piscinas com 14 medalhas paraolímpicas (foto/Divulgação)
Tubarão Clodoaldo se despede das piscinas com 14 medalhas paraolímpicas (foto/Divulgação)

“É indescritível tudo o que vivi nessa Paralimpíada, desde a abertura dos Jogos, com o acendimento da pira. Foi uma emoção gigantesca. Eu sabia que tinha uma validade para a carreira do Clodoaldo acabar dentro da piscina, mas desde ontem acho que foi caindo a ficha. Foi difícil dormir ontem, foi difícil nadar a eliminatória. E entrar na final com toda a torcida gritando meu nome, torcendo pelo desporto paraolímpico, é inexplicável. Só estando ali para sentir tudo isso”, disse.

Clodoaldo falou da emoção de estar ao lado de Daniel e do problema familiar em Natal. “Tive o privilégio de ter Daniel ali do meu lado, um dando força para o outro. A emoção já começou ali. Não consegui segurar as lágrimas, mas essas lágrimas são de felicidade.  E de alegria por saber que pude contribuir para o esporte paralímpico estar onde está. Nesse momento eu quero tirar férias. Fiquei muito tempo longe da minha filha, da minha família. Estou vivendo uma dificuldade em Natal, que minha irmã está doente. Mas tenho várias propostas para minha vida fora da piscina, vários projetos, mas só mais para frente vou decidir o que fazer”.

Primeiro grande ídolo do esporte paraolímpico brasileiro, Clodoaldo Silva já havia anunciado que esta seria sua última paralimpíada. Ele se despede com 14 medalhas paraolímpicas, sendo que a de prata no revezamento 4×50 livre misto foi no Rio 2016.