Em

RN bate recorde de medalhas nas Paralimpíadas Escolares


A delegação Paralímpica do Rio Grande do Norte se despediu das Paralimpíadas Escolares em São Paulo com 55 medalhas conquistadas (21 ouros, 23 pratas e 11 bronzes), ultrapassando a marca de 2017, quando ganhou 36. Destaque para a natação que foi responsável por 32 pódios e o atletismo que subiu 18 vezes. No goalball, o time levou o ouro e o troféu de artilheiro com Lucas, 21 gols. 

Com apoio do Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado do Esporte e do Lazer (SEEL), o Rio Grande do Norte teve a maior delegação já representada nas Paralimpíadas Escolares, total de 42 atletas. Na análise da chefe de delegação, Marília Azevedo, da equipe técnica da SEEL, a preparação dos atletas foi fundamental para a conquista do novo recorde de medalhas.

Equipe de goalball masculino foi medalha de ouro (Foto/Divulgação)
Equipe de goalball masculino foi medalha de ouro (Foto/Divulgação)

 

“Hoje a SEEL promove anualmente os Jogos Paradesportivos e Abertos Paralímpicos proporcionando a esses atletas uma melhor preparação e isso faz a diferença numa competição de alto nível. Parabéns aos profissionais envolvidos e principalmente aos nossos atletas”, disse Marília. O Rio Grande do Norte disputou nas modalidades de atletismo (onze ouros, quatro pratas e três bronzes), bocha (duas pratas), goalball (ouro), natação (oito ouros, 16 pratas e oito bronzes) e tênis de mesa (um ouro e uma prata).

As Paralimpíadas Escolares são promovidas pelo Comitê Paralimpico Brasileiro e são uma das primeiras oportunidades para jovens atletas com deficiência, de 12 a 17 anos, disputarem uma competição de nível nacional. Na edição deste ano, participaram do evento 989 atletas de 23 Estados e do Distrito Federal. Pelo sétimo ano consecutivo, a delegação de São Paulo conquistou o título.