Em

RN bate recorde de medalhas nas Paralimpíadas Escolares


O Rio Grande do Norte despediu-se das Paralimpíadas Escolares com uma campanha histórica em São Paulo. A delegação potiguar estabeleceu um novo recorde, superando a de 2015, quando subiu 19 vezes no pódio, fechando a edição deste ano com 32 medalhas (15 de ouro, nove de prata e oito de bronze). O brilhante resultado rendeu a oitava colocação na classificação geral entre os 24 estados participantes e outras conquistas inéditas como o título da equipe feminina de goalball, de forma invicta, e o primeiro lugar do time de bocha.

Delegação potiguar fez história na edição 2016 das Paralimpíadas Escolares (Foto/Divulgação)
Delegação potiguar fez história na edição 2016 das Paralimpíadas Escolares (Foto/Divulgação)

 

Para o chefe de gabinete da Secretaria de Estado do Esporte e do Lazer (SEEL), Cezar Nunes, que liderou a delegação em São Paulo, o resultado é fruto das políticas públicas que o Governo do Estado vem mantendo com associações e escolas para o fortalecimento do paradesporto escolar. “Esse recorde de medalhas conquistado em São Paulo é resultado do esforço que o Governo, por meio da SEEL, vem realizando através de parcerias para a qualificação de professores que trabalham com alunos portadores de deficiência, além da promoção de competições paradesportivas, incentivando a inclusão social e a prática do esporte. Em nome do Governo do Estado quero parabenizar os técnicos e atletas que fizeram parte desta delegação que colocou a bandeira do RN 32 vezes no pódio”, disse Nunes.

Maria Clara conquistou três medalhas de ouro no atletismo (Foto/Divulgação)
Maria Clara brilhou nas pistas conquistando três medalhas de ouro no atletismo (Foto/Divulgação)

 

Neste ano, a SEEL realizou a implantação das políticas de educação inclusiva com as oficinas temáticas “Paradesporto potiguar: conhecendo a realidade, estimulando a inclusão e preparando o futuro através da educação e da capacitação dos profissionais”. Também foram realizadas as edições Jogos Paralímpicos Escolares e Paradesportivos do Estado, reunindo mais de 200 participantes. “Na edição de 2015 das Paralimpíadas Escolares, sediadas em Natal, o RN havia conquistado 19 medalhas, e agora conquistamos 32, revelando um crescimento de qualidade importante e mostrando que estamos no caminho certo. Parabéns a todos que participam deste trabalho”, destacou o coordenador do Paradesporto da SEEL, Tibério Maribondo.

Goalball feminino foi campeão de forma invicta e ainda teve Geovana eleita a melhor atleta (Foto/Divulgação)
Goalball feminino foi campeão de forma invicta e ainda teve Geovana eleita a melhor atleta (Foto/Divulgação)

 

Nos três dias de competições em São Paulo (23, 24 e 25 de novembro), o evento organizado pelo Comitê Paralímpico Brasileiro, reuniu mais de 900 atletas com idade escolar (de 12 a 17 anos) de 24 estados e do Distrito Federal, em oito modalidades: atletismo, bocha, futebol de 7, goalball, judô, natação, tênis de mesa e tênis em cadeira de rodas. Além das medalhas, os três melhores atletas de cada gênero e classe, em cada uma das oito modalidades, se habilitaram a receber o Bolsa Atleta nível escolar. Entre elas está a potiguar Geovana Clara, artilheira do goalball com 27 gols e eleita a melhor atleta da modalidade das Paralimpíadas Escolares 2016.