Em

Desportivo Rio Grande valoriza experiência adquirida na Superliga C


O Desportivo Rio Grande-APAB/RN não se classificou às semifinais da Superliga C de voleibol masculino que acontece em Natal, mas atingiu o objetivo de dar experiência e rodagem a nova safra de jogadores potiguares. A atletas e comissão técnica agradeceram a oportunidade oferecida pelo projeto e prometeram voltar mais fortes na próxima competição.

Técnico Arthur Sousa passou confiança aos novos valores do voleibol do RN (Foto/Fábio Pacheco)

“Esse projeto surgiu para fortalecer a base do voleibol potiguar e já temos excelentes resultados como o título da Copa Nordeste Sub-21 de 2019 e vários garotos com possibilidade de seleção brasileira. Entendemos que a experiência adquirida na Superliga C deu mais rodagem ao time que vai evoluindo aos poucos e muito em breve passará a lutar por medalhas e títulos nacionais”, disse o técnico Arthur Sousa.

 

 

 

PROJETO

Jovem equipe potiguar enfrentou adversários mais experientes de igual para igual (Foto/Fábio Pacheco)

Pré-convocado para a Seleção Brasileira Sub-19, o ponteiro Gabriel Mesquita revelou que o projeto do Desportivo veio para revolucionar o voleibol do RN. “Quero agradecer ao Arthur por fazer parte deste importante projeto que veio para dar um novo ânimo ao voleibol potiguar, foi uma experiência única jogar esta Superliga pois crescemos muito a nível profissional”.

O central Francisco Rafael disse que o projeto está dando a oportunidade de sonhar mais alto. “Na minha opinião a criação do Desportivo e a participação na Superliga foram o passo inicial para o crescimento do voleibol potiguar, agora eu tenho a certeza que posso chegar mais longe e sonhar com uma carreira profissional, trabalho e dedicação não irão faltar a partir de hoje”.

O presidente do Desportivo Rio Grande, Phillipe Augusto, parabenizou o grupo e disse que o aprendizado vai ser muito importante para novos desafios. “Parabéns a esse jovem time que jogou com muita garra e profissionalismo, que não se intimidou enfrentando adversários muito mais experientes e o mais importante: mostrando evolução técnica e tática durante a competição. Creio que foi um aprendizado válido para suas vidas e competições seguintes, pois o Desportivo veio para ficar”, avisou.